9 de jan de 2009

O dilema da vida: ter festa ou nâo



Ter festa ou não??

Nossa, pra mim não tem muita opção não. Vai ter festa e ponto. Tudo bem que isso já rendeu brigas feias com o noivinho e muita confusão. Bem vou defender os dois lados pois parece que fica um anjinho e um capetinha no meu ombro sussurrando,... “faça uma big festa e se acabe toda” e o outro fica “mas pra que gastar tanto para encher a pança de gente que as vezes está ai sem nem gostar de vc”... Pois é... realmente é o dilema, apoio totalmente aquelas que decidem não fazer nada como sou a favor de fazer uma grande comemoração. Ai vão os motivos para as duas situação:

* Por que não fazer festa:

- Vc tem que convidar gente por obrigação (as vezes, há excesões, mas sempre tem uma ovelha negra) e pagar para o povo comer para falar mal (na verdade isso tamém é desculpa de gente que não vai fazer pois se vc fizer a festa com carinho e contratar bons fornecedores, ninguém irá sair falando mal e sim bem da sua festa)

- É caríssimo casar hoje em dia, os valores pode chegar ao preço de um carro popular ou até mesmo de um apartamento (mais simples) – e não estamos citando casamentos de famosos pois estes devem gastar rios de dinheiro (mas eles PODEM né)

- É muito melhor fazer a viagem dos seus sonhos com esse dinheiro e ainda vai sobrar uma graninha para comprar alguns móveis, etc.

- O dinheiro poderia ser revertido para a entrada ou para pagamento de parte do imóvel – pois hoje em dia acredito que pelo menos parte ou maioria das pessoas financiam né (estou muito errada ??)

- Com o dinheiro é possível mobiliar a sua nova casa muito bem, as vezes até dá para fazer aqueles armários planjeados na cozinha que vc sempre sonhou, e vamos nos convir que os móveis vão durar muito mais que uma festa

- Pô, o dinheiro é para UM dia de festa, ou até 6 horas (se considerarmos realmente só a festa.

Agora vamos para o segundo round – Porque fazer uma festa de casmento

- Você estará em um dos dias mais felizes da sua vida comemorando (pois é um dia importante e de felicidade, casar com a pessoa que você ama) com amigos e parentes queridos

- Será o único dia que as atenções estaram voltados para vocês e para a felicidade do casal e isso é legal

- Uma viagem fantástica vcs poderão fazer depois de casados, é só esperar um pouquinho e juntar um dinheirinho. Já a festa, é só naquele dia, se não for agora daqui a 8 anos quando vc tiver o dinheiro não poderá fazer.

- Os moveis podem ser divididos e pagos parceladamente. É começar a vida a dois meio endividado, mas é uma única chance na vida (não vamos considerar aqueles que já casam pensando no divorcio né)

- Será um dia lindo para fotos, filmagens e muitas lagrimas depois quando sua família, seus netos estiverem vendo as fotos de vcs felizes neste dia (tudo bem ter fotos só da cerimonia, mas a recepção é muito mais alto astral)

- Pode ser a única coisa boa do casamento (hehehe, isso é brincadeirinha viu, muito mesquinho quem pensa assim)

Bem, temos que avaliar bem estes dois pontos. Vcs tem condições para bancar a festa?? Alguém irá ajudar?? Compensa ficar tão endividado só por um “capricho” ?? O que é mais importante para vocês, vamos avaliar as prioridades.

Eu sou meia suspeita para falar né. Se não tem condição de fazer uma festa de arromba, quem sabe apenas um brunch, um almoço no domingo, um bolo com champagne na igreja?? É uma maneira de comemorar economizando um pouco. Pesquise, as vezes a gente imagina que o preço de tudo é mais caro do que realmente é. Não aceite apenas um casamento no civil (é deprimente, a não ser que seja a sua vontade). Eu sei que é a vida, consumismo e bla, bla, bla, mas também é sonho né gente, e este não tem preço.

Se vc quer fazer, planeje, avalie e se der faça. Podemos nos arreender muito depois (e de gastar muito também viu, controlem os gastos e tentem ficar dentro do orçamento planejado para o evento).

Boa noite a todas e tenham um ótimo final de semana.

7 comentários:

Nati Miacci disse...

Nossa,é muito difícil essa parte, sabe...pra mim não é tão óbvio quanto pro meu namorado que "tem que ter festa". Pra ele e pra família dele é.
Eu me contentava com um bolo com champanhe no salão da igreja, mas sei que se tiver festa eu vou curtir MUUUUITO!
Só fico com dó de gastar tanto dinheiro num dia só em pleno começo de vida a dois. A gente não tem carro, casa, nada!

Kat disse...

Adorei seu blog.. estou no mesmo dilema que vc!

bjokas

Bruninha e Leandro disse...

Eu ainda não tenho data marcada, mas uma certeza eu tenho: quero festa, é igual a festa de 15 anos, o dia super especial e único!!

Vc é a princesa, a estrela, e divdas, ah todos tem, cartão de crédito, promissória tá aí para isso... Imóveis, móveis, festa de casamento faz parte.


Bjãooooooo

ღ Aline ღ Anderson ღ disse...

è um dilema msm...Mais vc acredita que eu soh kero festa por conta da decoração e do topo do bolo...
rsrs...è compliocado jah discuti muito por isso...
jah ouvi falar que algumas pessoas dão festa em um restaurantes e cada um paga o seu, e o restaurante muitas vezes dah o bolo e o champanhe...
axei interessante pq os amigos de verdade vão
e não akeles que soh vão pra comer sabe...
mas o anderson não quis...mais ateh lah kem sabe num conveço ele...que vc axa?

bjÔ

Elaine disse...

É uma situação difícil mesmo.
Eu acho que é um dia importantíssimo na vida, então seria legal celebrar com uma festa e chamar apenas as pessoas queridas.
Mas se não der, o importante mesmo é se feliz com a pessoa que escolheu! A cerimônia é o mais imoportante.
Mas com pouo dinheiro, dá p/ fazer um bolo com champanhe, apenas p/ as pesoas mais chegadas (familia), e com certeza será bacana... pq vc fará tudo deo seu jeito, personalizado.

bjs

Noiva Nati disse...

Eu vou ter festa com ctz! É um sonho pra mim..Mas concordo q tds os contras q vc citou são totalmente válidos...É mto díficil pensar em td dinehiro q vai ser gasto só em um dia...

Por isso q na minha festa vou me acabar!!!Rs

Bjus

Simone disse...

Eu já sou diferente da maioria aqui...
Meu noivo e eu queremos um casamento só no civil, entao como o casamento será pela manhã, iremos fazer um almoço para os padrinhos, familiares e para os amigos mais próximos.
Assim não iremos gastar muito e será algo que nós dois queremos.
Mas está longe ainda, será em Dezembro de 2010.

Mas foi muito dificil convencer minha familia que eu não quero e nem nunca quis casamento religioso.

O importante é este dia ser único e inesquecível!

Boa sorte a todas.