3 de abr de 2009

Casa na planta...


Hoje vamos falar de uma coisinha tão importante quanto o casamento e a vida a dois. Além de milhões de dívidas, os pombinhos precisam pensar seriamente em onde irão morar e como irão adquirir o novo lar.
.
O aluguel ou a compra são as opções que deverão ser analisadas e entrada no planejamento. Na planilha de custos do casamento inclua o valor do imóvel ou pelo menos parte (normalmente a entrada precisa ser de 20% do valor do imóve)
Vão ai então uma dicas da compra de imóveis na planta tirada do Guia de Negócios.
.
Comprar um imóvel na planta ou em construção é bem mais barato que adquirir um imóvel novo ou usado. Primeiro, porque você está comprando uma coisa que ainda nem existe e porque enfrenta um risco muito maior de ocorrerem contratempos, como o de a construtora ou incorporadora pedir falência.Depois, porque você vai precisar esperar até que a construção seja concluída. Enquanto isso, seu dinheiro será um meio para que ela chegue ao fim.É um investimento de longo prazo que exige paciência na espera e precauções particulares antes da compra, como estas:
.
Em primeiro lugar, siga as mesmas dicas que se aplicam a um imóvel pronto e verifique se é realmente boa a localização.
Visite outros imóveis construídos pela mesma empresa. Converse com o síndico e os moradores sobre a qualidade do material empregado e da obra realizada e se os prazos foram cumpridos.
No Registro de Imóveis, verifique se existe o registro da incorporação do empreendimento.
.
Confirme na prefeitura se a planta do imóvel foi aprovada e se os dados correspondem aos que os vendedores lhe forneceram.
Tirando uma certidão no Registro de Imóveis, certifique-se de que o imóvel não está hipotecado.
.
Informe-se sobre o regime das obras. Na construção por empreitada, a responsabilidade pela obra é exclusiva do vendedor; o preço é fechado, com as prestações e os reajustes predeterminados. Na construção por administração, há um "custo estimado" do imóvel, e o comprador tem maior participação e corre mais risco no empreendimento: assume as despesas de construção e paga uma taxa de administração.
.
Verifique se está em dia o pagamento dos salários dos funcionários que trabalham na obra e se o número deles permanece igual desde o início. Essas informações indicam se a incorporadora e a construtora estão bem financeiramente.
.
Pesquise o custo do rateio de condomínio em prédios vizinhos, para ter uma idéia de quanto você pagará e evitar surpresas quando o seu imóvel ficar pronto. Lembre-se de que a despesa diminuirá se houver mais apartamentos no edifício e aumentará se o condomínio tiver piscina, parquinho, quadras etc.
.
Se o imóvel for no litoral, saiba que você terá de pagar, além do IPTU, o laudêmio e uma alta taxa anual de ocupação à Secretaria do Patrimônio da União. Se não for no litoral, verifique se o imóvel não se encontra em outro tipo de área da União, o que implica o pagamento de outra taxa anual.
.
Ao adquirir um imóvel na planta ou em construção, é importante guardar os folhetos de publicidade que são distribuídos na rua e em estandes da empresa. Se necessário, eles servem como documento de prova contra irregularidades no cumprimento do acordo. As irregularidades mais frequentes são o atraso na entrega do imóvel e as alterações no projeto original sem a autorização dos compradores.
.
Espero que tenha ajudado um pouquinho aquelas que estão na dúvida na hora de comprar o lar doce lar... Bjos

Um comentário:

Pri disse...

ótima dica Dê!
é sempre importante saber e ficar atenta nessas coisas!
e muito mais importante do q a festa, é o lar neh! huahuauhauh se não... onde vamos morar?!
rs.
beijos